Sobre nós


Ir. Felismina, Ir. Rosa, Ir. Joaquina


Na comemoração dos Cinco Séculos de Evangelização e Culturas, a pedido de D. Abílio Ribas, o então Bispo de S. Tomé, as Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora, a 29 de Maio de 1990, alargam a sua presença a mais um País do Continente Africano, abrindo uma comunidade na República Democrática de S. Tomé e Príncipe, destinada ao ensino, formação de adultos, Catequese, grupos de jovens, e enfermagem no Hospital Dr. Agostinho Neto. 

As Irmãs Missionárias de Nossa Senhora acolhem actualmente no seu Lar, em regime de internato, cerca de 25 crianças e jovens com idades compreendidas entre os 8 e os 18 anos, provenientes de familias com fracos recursos económicos e sociais. Muitas vezes são famílias completamente desestruturadas. 

A fome, o alcoolismo, a violência e o abandono escolar fazem parte do quotidiano das crianças de Guadalupe. 

Para o seu trabalho de acompanhamento educacional e escolar as Irmãs estavam a utilizar as instalações cedidas pela Paróquia, mas não eram suficientes e, por isso, iniciaram a construção de novas instalações que contemplam: salas de estudo, ATL, casa para receber voluntários e um Lar para acolher mães solteiras. 

Apenas esta última ainda não foi concluída. 


As instalações estão a ser construídas num terreno cedido pelo Governo, mas as obras estão totalmente a cargo das Irmãs e são feitas com donativos que conseguem angariar.

Sem comentários:

Enviar um comentário